terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

O "Pai Nosso" invertido

Meu filho, que estás na terra,
preocupado, tentado, solitário,
Eu conheço perfeitamente o teu nome
e pronuncio-o como que santificando-o,
porque te amo.

Não, não estás só, mas habitado por Mim,
e juntos construímos este reino
de que irás ser o herdeiro.

Alegra-me que faças a Minha vontade,
porque a Minha vontade é que tu sejas feliz,
já que a glória de Deus é o homem vivo.

Conta sempre coMigo
e terás o pão para hoje, não te preocupes!

Só te peço que saibas repartir com o teu irmão.

Sabes que perdoo todas as tuas ofensas,
antes mesmo de te arrependeres;
por isso te peço que faças o mesmo
àqueles que te magoam a ti.

Para que nunca caias em tentação,
segura firme a Minha mão
e Eu livrar-te-ei do mal,
Meu querido filho.


Adaptado de Razões para viver, de José Luís Martín Descalzo

1 comentário:

maria disse...

uma oraçao q mexe connosco...