quinta-feira, 13 de março de 2008

Sete pecados do Governo

A propósito do terceiro aniversário do Governo do ainda primeiro-ministro José Sócrates, o ainda presidente do PSD, Luís Filipe Menezes, apontou os sete pecados "sem direito a absolvição" deste Governo:
  • Frágil e incipiente crescimento económico
  • Desemprego
  • Desconfiança em relação a opções estratégicas (leia-se: o aeroporto)
  • Abandono de 2/3 do território nacional
  • Reforço do centralismo do Estado
  • Desqualificação da democracia Portuguesa
  • Insensibilidade social

Serão eles mortais?

1 comentário:

pm disse...

com menezes, socrates quase que fica imortal..