sábado, 6 de dezembro de 2008

"Graças a Deus", diz Jerónimo

Parece que a História se inverteu, e afinal quem ficou fechado (por livre vontade) na praça do Campo Pequeno foram os próprios comunistas, durante um fim-de-semana inteiro! A única diferença é que não foram chacinados, como outrora estes haviam sugerido em relação à Direita Portuguesa em idos tempos.
Para além de se constatar que mais retrógados do que uma certa Direita do nosso País só mesmo os fidelíssimos comunistas ortodoxos, um dos assuntos muito abordados naquele congresso foi, como se sabe, a relação com o Bloco de Esquerda. A propósito deste partido, Jacinto Lucas Pires escreveu: "O que o BE escolhe é, portanto, manter-se enquanto partido-que-não-é-bem-um-partido, eterna "ovelha negra" do sistema (e microfone para os protestos com e sem razão), plataforma para todas as "ideias sem gravata"... (...) Querendo ser para sempre o partido "adolescente", o partido "rebelde", o "contra-partido", o BE revela-se afinal como um tremendo peso conservador." E termina com a pergunta: "Para quê escolher quem nunca está do lado da solução?".
Agora é vê-los - a todos - na abertura da temporada do Campo Pequeno de 2009! :)

2 comentários:

Tiago disse...

Caríssimo António, não imaginas o prazer que tenho ao escrever o endereço deste saudável Bazar e vê-lo de novo activo. E mais: activo e na melhor forma, de acordo com o padrão elevado de qualidade com que nos brindas e desde logo habituaste. Ocorrem-me várias coisas neste momento para te felicitar e agradecer estes momentos de prazer diplomático, português, sério e bem-disposto. Talvez o Ricardo Reis possa falar por mim(se não for grande abuso da minha parte), fiquemos com ele então:

«Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.
Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive».

Esta é a forma de ser e estar de todos os grandes Homens, graças a Deus é também a tua. Parabéns. Bem-vindo, ó regressado!

Voltaste muito bem com "As prioridades do mundo" e continuaste por aí fora na linha de sempre (até o texto curto a propósito do médico Nuno Lobo Antunes está impecável).
Este, está notável.

grande abraço de saudades no mundo da escrita e da blogosfera, Tiago

l.romao disse...

Jacinto Lucas Pires, com o seu jeito de escrita quase único , descreve o Bloco de uma forma muito precisa. É um "partido" eternamente contestário !