segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Insuportavelmente o mesmo

A entrevista que Sócrates hoje deu à SIC foi típica. Foi típica na forma e no conteúdo.

Na forma, porque Sócrates manteve a sua arrogância, a sua superioridade, a continuar a passar os seus atestados de burrice às pessoas que com ele falam, a sua hipocrisia e a sua falta de humildade. Basta ver as caras e os olhares de esgar que faz sobretudo ao Ricardo Costa, ou o desprezo que dá a certos comentários.
No conteúdo (ou na falta dele), por com uma habilidade manhosa e já insuportável, fugir a perguntas. Ficou-me especialmente atravessada aquela da mudança no OE 2009 dos milhões que o Governo que se lhe seguir (em 2013) vai ter de pagar pelas obras públicas que Sócrates está a empreender. Pelo menos temos a garantia de que naquele ano não se vai recandidatar.
De menos comum, só talvez o facto de não ter entrevistadores que pareciam ter as perguntas previamente alinhadas com o Gabinete do PM.

3 comentários:

Daniela Ramalho disse...

não é apenas Sócrates que é assim, todos os membros do seu executivo parecem ter sido contaminados pelo vírus da arrogância. confesso que Às vezes gosto, mostra que estão seguros de si mesmos, outras vocês acho que são apenas insuportáveis de escutar.
p.s - o sócrates conseguiria safar-se perfeitamente na sociedade de debates, desde que não permitisse perguntas durante o seu discurso. :p

João Delicado sj disse...

Obrigado António pelo teu olhar atento. Tive muito gosto em visitar este teu blogue. Até me fazes tomar mais gosto pelas coisas da política das quais me sinto um bocado distante!
Abraço!
João.

Bruno Ferreira Costa disse...

Em relação aos jornalistas, o PM só os tem de escolher melhor ou simplesmente ficar-se pela RTP...pelos vistos no seu Executivo existem muitos a pensar que a RTP deve funcionar ao serviço do Governo...