terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Tudo isto há quatro anos...

Não que seja propriamente fã de Santana Lopes, mas se esse senhor fosse Primeiro-Ministro e se fosse Presidente da República o digníssimo senhor doutor Jorge Sampaio, que consequência teriam, por exemplo:
  • um ministro de Estado demitir-se ao fim de 4 meses
  • perder-se dois ministros de Estado ao fim de 1 ano
  • perder-se três ministros de Estado ao fim de 2 anos
  • ter um ex-ministro de Estado a criticar o Governo de que fez parte
  • distribuir computadores a meninos, e no final da cerimónia mandá-los recolher
  • o Primeiro-Ministro ser investigado pelas autoridades portuguesas e inglesas num caso como o do Freeport
  • polícias andarem a visitar sindicatos nas vésperas de manifestações
  • ter uma manifestação de 100.000 professores
  • ter um ministro das Obras Públicas que apelida a margem sul de "deserto"
  • ter um ministro das Obras Públicas que diz que um aeroporto na margem sul "jamais"*
  • ter um ministro da Economia que diz que Portugal é um país atractivo... porque pratica salários baixos
  • entre outros...

Dois pesos e duas medidas... Por parte da classe política, dos media e do povo.

* Devido a um erro, foi alterado "aeroporto na Ota" para "aeroporto na margem sul"

5 comentários:

Bruno Ferreira Costa disse...

Apenas uma correcção, o dignissimo Mário Lino quando afirmou o célebre "Jaimais", referia-se à localização do aeroporto na margem sul e não na Ota.
Em relação ao conteúdo do post é deveras pertinente, creio que a isto se juntarmos o Estatuto dos Açores e o Código de Trabalho estariam reunidos mais do que motivos para demitir o Governo.
Os tempos são outros, os políticos também, mas são inegáveis os falhanços na Educação, na Cultura, na Saúde, na Agricultura, na Econonomia...apesar de tudo isto, Sócrates arrisca-se a vencer. Isto merece uma séria reflexão!!!
Perderam os portugueses sentido crítico ou perderam a esperança num Portugal com futuro?

ASL disse...

Ah, peço desculpa pela falha e agradeço a correcção :). Sinceramente, acho que os portugueses estão fartos e se vão alheando cada vez mais da nossa política, e portanto as maquilhagens de propaganda feitas pelo Governo/Estado/PS são suficientes para enganar o povo!

l.romao disse...

E o relatório sobre a Educação que Sócrates dizia ser da OCDE , mas que afinal não é , mas que Sócrates disse que não disse que era da OCDE !!! Relatório esse que inclui pareceres de autarquias sobre o estado da Educação ... mas só de autarquias do PS !!!

AP disse...

Sendo ideologicamente ligado ao PSD e tendo frequentemente discussões com pessoas do PS(Partido do Sócrates), encontrei aqui alguns argumentos que uso para descrever o modo diferente como se tratam governos quando estes cometem erros semelhantes...Nessa lista falta a última, andar a fazer propagandas com relatórios feitos pelo senhor do talho ou por um familiar do "Zezito" e dizer que vêm da OCDE!

Cumprimentos do Réprobo

ASL disse...

Confesso estar curioso por ver novas sondagens daqui por umas semanas... Independentemente do envolvimento do PM no caso Freeport, penso que todo este mediatismo abanou a cabeça dos Portugueses e tirou José Sócrates do estado de graça em que para muita gente ainda estava. Resta que a alternativa se assuma como tal.