terça-feira, 27 de maio de 2008

Comprar os emigrantes com dinheiro público

Ao fim de três anos de governação, José Sócrates, ingenuamente, lembrou-se: "E se os ministros comemorassem com os emigrantes o Dia de Portugal?". Por mero acaso, José Sócrates lembrou-se disto para o último 10 de Junho antes das eleições de 2009 (as europeias são, regra geral, em Junho).
.
Então, na sequência dos profundos laços de união nacional que Sócrates tanto aprecia, em jeito de ganhar uns quantos votos e de calar os emigrantes que se revoltaram contra o encerramento de uma série de consulados, o PM envia seis ministros e treze secretários de Estado.
.
Os felizes contemplados com uma viagem naquela semana óptima para fazer um fim-de-semana prolongado são:
.
- Rui Pereira, ministro da Administração Interna - Brasília, Brasil
.
- Pinto Ribeiro, aquele que parecendo que não até é ministro da Cultura - São Paulo, Brasil
.
- Mariano Gago, ministro da Ciência e do Ensino Superior - Venezuela
.
- Alberto Costa, ministro da Justiça - Angola
.
- Santos Silva, ministro dos Assuntos Parlamentares - Cabo Verde
.
- Manuel Pinho, ministro da Economia - Espanha
.
- António Braga, S.E. Comunidades Portuguesas - Moçambique
.
- Fernando Serrasqueiro, S.E. Comércio e Defesa do Consumidor - África do Sul
.
- Ascenso Simões, S.E. Desenvolvimento Rural e Florestas - Andorra
.
- Costa Pina, S.E. Tesouro e Finanças - Alemanha
.
- Laurentino Dias, S.E. Desporto - Suíça
.
- Manuel Pizarro, S.E. Saúde - Argentina
.
- Idália Moniz, S.E. Reabilitação - Holanda
.
- João Tiago da Silveira, S.E. Justiça - Reino Unido
.
- João Figueiredo, S.E. Administração Pública - Uruguai
.
- Jorge Lacão, S.E. Presidência do Conselho de Ministros - EUA
.
- Ana Paula Vitorino, S.E. Transportes - França
.
- Pedro Marques, S.E. Segurança Social - Austrália
.
- Jorge Pedreira, S.E. Educação - China
.
.

O dinheiro que não se pouparia com dezanove viagens... E o Zé Povinho fica a ver o seu dinheiro a ser gasto assim! Os que hoje se revoltam com atitudes destas ao menos tenham a coerência de agir em conformidade com isso quando chegar o momento certo!

4 comentários:

jcs disse...

:-|

l.romao disse...

A sorte do PS é não ter neste momento oposição ... Isto é inaceitável !!! Uma autêntica vergonha !!!

manuel disse...

asl, vou ter de discordar contigo, este assunto parece-me um pouco mesquinho de discutir. afinal de contas, tanta conversa sobre presidência aberta (que não vem a propósito deste caso, eu sei), maior contacto do cidadão com o governo, etc., parece-me até uma medida concreta, não sejamos picuinhas.

ASL disse...

Caro Manuel, eu acho super-saudável que os membros do Governo mantenham contacto com as comunidades de emigrantes...
Agora, considero um abuso enviar dezanove membros do Governo para fora do país para irem comemorar o 10 de Junho! Pior que ser um abuso, acho ultrajante quando isso é feito debaixo das barbas dos Portugueses, a um ano das eleições.
Aceitaria que ao longo destes três anos fossem enviados alguns membros do Governo; mas acho demasiado populista uma decisão destas, sobretudo na altura em que é!
Mais me incomoda ainda pensar no que seria se isto se tivesse passado no tempo do dr. Santana Lopes (e uma vez mais sublinho que não sou nem nunca fui nem de perto nem de longe seu apoiante!)
Claro que esta questão vale o que vale, mas não deixa de me incomodar!