sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Um ano!

Hoje, o Bazar faz um ano de vida!
Fruto desta experiência, de certo modo fui-me obrigando a escrever em situações em que, se não houvesse blogue, não escreveria em lado nenhum. Vejo uma certa noção de responsabilidade perante os leitores, que esperarão um mínimo de regularidade e posts minimamente ponderados e reflectidos.
Destaco as muitíssimo saudáveis experiências de debates acesos, os posts que me deram um gozo especial escrever dada a emoção a que aqueles temas me apelam, e o conhecimento que fui travando de outros blogues e bloggers.
Prometi à minha amiga Nônô, do Fiat, eterno companheiro destas andanças, que um dia criaria os Bazar Fidelity Awards, premiando os leitores/comentadores mais regulares e fiéis a este blogue. Por motivos de agenda, o programa das comemorações deste primeiro aniversário não foi tão planeado quanto eu gostaria, mas - para já - fica o muito obrigado a todos aqueles não só que deixam os seus comentários aqui, mas também aos que não expressando a sua opinião, não deixam de - numa pausa de estudo, de trabalho, whatever - dar um salto ao Bazar Diplomático ler os meus desabafos políticos e as minhas pequeníssimas partilhas de oração.

9 comentários:

Zé Maria Brito,sj disse...

Nem imaginas o gozo que me dá passear por este bazar!!
um grande abraço... muitos parabéns e ainda mais inquietações!
zé maria

Nônô disse...

Subscrevo o Zé Maria. Grande bloguius, Tónius!

l.romao disse...

Parabéns pelo seu fantástico blog e espero qoue continue por muito tempo a ter um olhar critico sobre a sociedade !!

Corneta disse...

Parabéns, caro amigo.

Mariana disse...

De garganta que se queixa das infindáveis discussões da noite passada venho, ainda assim, dar-te os sinceros parabéns. Este é um blogue bem construído e de reflexões pertinentes e sustentadas (ou não estivesses tu no augusto curso de Ciências da Comunicação). Acabei de ir ver "Dúvida", o filme, não pude deixar de me lembrar do meu amigo António e do quanto o invejo por ter sempre uma mão a mais que eu para o amparar.

Beijinhos

Anónimo disse...

Parabéns bazarinho. E a ti, António, claro!

Tiago disse...

Muitos parabéns Querido António! Este blog (que é como a inteligência artificial: até pode existir, mas tem de ser dada/passada por alguém), tal como tu, tem Alma, e esta existe não só -mas também, talvez- por si mesma, sozinha e num espaço, mas pelo que por cá passa e evidentemente pelo seu mentor maior. Já te disse, e reitero(!), que és um exemplo de Pessoa e de Português! A Amizade, Respeito e Admiração que te tenho manifestam-se também aqui e também por isto, ou não tivesse este digno Bazar Diplomático em larguíssima medida um toque esmagadoramente antoniano.

Votos de bons e longos anos na blogosfera e na escrita em geral, tal como na tua universal Vida, são os meus mais sinceros desejos, congratulações e agradecimentos à tua específica pessoa e graça.

Tiago Nuno

Tentei vir no dia correcto de comemoração do 1º aniversário, que sabia estar próximo, mas infelizmente já passa da meia-noite. Resta a certeza de que, para mim, até ao deitar ainda estou no mesmo dia. Portanto Sexta-Feira, 6 de Fevereiro do pardo ano de 2009.

Inês Moreira Rato disse...

Parabéns (atrasados) a ti e ao piqueno Bazar. Tenho de me redimir por não ter vindo cá ontem, não por não me ter lembrado, mas por falta de tempo. Para dizer a verdade venho até quase todos os dias a este lugar (quando abro os favoritos lá está ele, O Bazar Diplomático, e não tenho outra hipótese senão entrar. Já merecia um Bazar Fidelity Award, não?).

Que continues com as tuas reflexões políticas e religiosas, os teus momentos de humor e espontaneidade (bela palavra esta), as tuas sugestões para debate (Equador ou Conta-me como foi? Esta questão fica resolvida quando a TVI atrasa o Equador, certamente a pensar nesta tua dúvida existencial), as tuas lições de como falar bom português, os teus momentos musicais e as tuas severas e construtivas críticas à sociedade em que vivemos.

Enquanto escrevia este post iam surgindo na minha cabeça algumas possíveis ideias para me redimir. Sendo assim, que tal se eu organizasse um jantarzinho de aniversário ao Bazar? Carapaus à espanhola seria sem dúvida o prato principal. “Satisfazi-te” querido Bazar? Espero vir desejar-te os parabéns (e de preferência a horas) por muitos e longos anos a ti e ao boss cá do sítio.

ASL disse...

Zé Maria, Nônô, L.Romão, AC, Mariana, Madalena, Tiago, Inês e restantes leitores,

Muito obrigado pelas simpáticas palavras neste dia de festa! Para mim, escrever já é uma coisa suficientemente gratificante, estimulante e enriquecedora.. Então quando ainda temos direito a receber algum feedback (Mariana e Inês, conhecem esta palavra?) é uma sorte enorme e, muito sinceramente, uma forma de ganhar ainda mais vontade para escrever!

Em relação ao jantar de aniversário, Inês, parece-me uma ideia fantástica! Um jantar supresa para ele, boa?